Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Miguel Cardoso afasta sentimento de vingança no duelo com o Aves

Técnico vilacondense espera que equipa volte "a um regime de regularidade"

• Foto: Simão Freitas
O treinador do Rio Ave, Miguel Cardoso, afastou esta quinta-feira um sentimento de vingança da sua equipa para a partida de sexta-feira frente ao Aves, da 24.ª jornada da Liga NOS.

No mês passado, os vilacondenses foram eliminados pelo Aves da Taça de Portugal, nos quartos de final da prova, num jogo disputado nos Arcos e decidido nas grandes penalidades, que, segundo Miguel Cardoso, teve "características diferentes" de um desafio para o campeonato.

"Podia haver alguma tentação em pensar em vingança, mas, da nossa parte, isso não acontece. Este é um jogo do campeonato, num momento diferente, e com uma realidade distinta", analisou Miguel Cardoso.

O treinador do Rio Ave lembrou que o próprio comando técnico do adversário mudou de mãos desde esse jogo da Taça, com a entrada de José Mota para o lugar de Lito Vidigal, apontando que tal trouxe diferenças ao Aves.

"Os jogos de futebol são sempre algo que não podemos prever, mas há traços distintos entre as duas equipas, nomeadamente no adversário, em que o trabalho do José Mota se começa a sentir", apontou.

Depois da pesada derrota da última jornada, por 5-0, no reduto do FC Porto, Miguel Cardoso espera que a sua equipa volte a "um registo de regularidade no campeonato", garantindo que logo após o desafio no Dragão o grupo de trabalho "percebeu o que tinha de fazer".

"Temos de ser competentes, levar ao limite a nossa capacidade de sermos regulares ao longo do campeonato e procurar um resultado positivo. A nossa intenção é sermos um Rio Ave que controla o jogo e que consegue impor o ritmo", afirmou.

Questionado se o objetivo de uma qualificação para a Liga Europa, da próxima época, já é uma meta traçada pelo grupo de trabalho que dirige, o treinador do Rio Ave contornou a questão.

"O compromisso que tenho é fazer uma equipa competitiva que possa lutar por todos os resultados. O que me foi pedido em termos de classificação era andar nos oito primeiros lugares e é isso que tem acontecido, que queremos manter ao final do campeonato", disse.

Miguel Cardoso foi ainda confrontado com algumas notícias que dão conta do alegado interesse do V. Guimarães na sua contratação, para render Pedro Martins. O treinador do Rio Ave foi esclarecedor quanto à sua posição.

"O meu compromisso com a equipa e com os jogadores é de tal maneira forte que invalida qualquer projeto que possa aparecer. Nem teria sentido equacionar qualquer outra situação que me pudesse ser colocada. Estamos a dois e meses e pouco do final da época e tenho um vinculo emocional com este grupo", afirmou.

Para o compromisso com o Aves, o treinador do Rio Ave não divulgou a lista de convocados, mas sabe que não poderá contar com os lesionados Gelson Dala e Leandrinho.

O Rio Ave, quinto classificado com 36 pontos, recebe na sexta-feira o Aves, 13.º, com 21, numa partida da 24.ª jornada da Liga NOS agendada para as 20:30.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M