O treinador do Rio Ave disse este sábado que a equipa terá de "fazer um jogo muito completo" se quiser pontuar ou ganhar frente ao Aves, domingo, na sétima jornada da Liga NOS (20H15).

Miguel Cardoso falava na conferência de imprensa de antevisão dessa partida fora com o Aves, tendo frisado que espera "encontrar um cenário de jogo difícil", à imagem do que em sua opinião serão os diferentes jogos do campeonato.

"Já o disse mais do que uma vez que perspetivo uma liga, quiçá, das mais competitivas dos últimos anos e que não vejo equipas que não sejam capazes de discutir jogos sejam eles em casa sejam eles fora", completou.

O técnico do Rio Ave prosseguiu referindo que, "naturalmente que cada equipa terá o seu caminho" no sentido de discutir os seus jogos, mas reforçou que o campeonato reúne "um conjunto de equipas competentes e capazes de criarem dificuldades umas às outras".

"O Aves é uma delas. Estamos a falar de uma equipa que tem um plantel riquíssimo, com um conjunto de soluções para cada posição vasto, que procura entrar num caminho melhor do que aquele que foi percorrido neste início do campeonato e condizente com a valia da equipa", acrescentou.

Miguel Cardoso disse ainda que o Aves tem "uma equipa competente e com qualidade" e um treinador, Ricardo Soares, que "tem trabalhado no sentido de a equipa corresponder ainda mais em termos de resultados".

O treinador quer um Rio Ave fiel aos seus princípios, mas salientou que o Aves irá "tentar impor o seu plano".

"Tenho consciência de que precisamos de fazer um jogo muito completo se quisermos trazer pontos das Vila das Aves e se quisermos ganhar o jogo. Foi para isso que preparamos a equipa, é dessa forma que trabalhamos em todos os momentos, independentemente do adversário", sublinhou.

Questionado sobre se estava insatisfeito com o nível concretizador da sua equipa, Miguel Cardoso respondeu não estar minimamente preocupado.

"Temos marcado golos suficientes para ganhar jogos. Temos uma diferencial de golos marcados [sete] e de golos sofridos [cinco] que é dos melhores da liga", destacou.

O técnico recordou ainda que o Rio Ave marcou em todos os jogos salvo no da Madeira, com o Marítimo, que perdeu [1-0], "de diferentes formas e por diferentes jogadores".

"Agora, não me parece que vá haver goleadas nos jogos do Rio Ave, porque a competitividade que as equipas impõem umas às outras leva-nos no sentido de perceber que os jogos vão ser equilibrados. Também não vejo, tirando jogos dos grandes, goleadas acontecerem entre outras equipas", avaliou.

Tanto o avançado grego Karamanos, sem golos marcados no campeonato, como Guedes, com dois golos, dão "garantias", segundo Miguel Cardoso.

Yazalde, outro dianteiro, tem estado ausente, e Miguel Cardoso, questionado acerca disso, explicou que o jogador "fez uma cirurgia num pé, na época passada, e entrou nesta época com muitíssimas dificuldades", mas neste momento já "consegue trabalhar sem dores" e até voltou a ser convocado.

Para o jogo com o Aves, o defesa central Marcão é baixa certa devido a castigo. "Acreditamos nele. Quem está cá é porque eu assim quis", sintetizou o treinador.


Autor: Lusa