O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Miguel Cardoso: «Resposta será forte»

Treinador vila-condense garante ter identificado os lapsos que resultaram em nove golos sofridos nas últimas duas jornadas

• Foto: Movenotícias
O Rio Ave encaixou nove golos nas duas últimas jornadas, mas o treinador Miguel Cardoso já identificou as circunstâncias que originaram as derrotas frente ao Portimonense e Benfica, pelo que pretende aproveitar a receção ao Marítimo para somar os três pontos em disputa.

"Garanto que detectámos esses erros e a resposta vai ser forte", comentou o técnico, convicto em "regressar ao registo de qualidade anterior": "Os motivos de Portimão foram bem diferentes dos da Luz, mas estaremos devidamente preparados para este jogo com o Marítimo".

Horizonte de confiança para um desafio frente a um adversário que Miguel Cardoso classifica de perspicaz a explorar as transições e o argumento que o levou a defender a necessidade de muita concentração no habitual processo de circulação.

"Como o Marítimo consegue meter a bola com rapidez no ataque temos de ser equilibrados na perda de bola e não deixar acontecer o que sucedeu nos últimos dois jogos. Se formos rigorosos neste contexto estaremos mais perto de atingir a vitória", asseverou o treinador, certo da postura que os madeirenses vão apresentar em Vila do Conde: "Já percebemos que as equipas que jogam contra nós estão mais perto do sucesso se não tivermos posse de bola, pelo que temos de ter a paciência para encontrar o tempo e o espaço certo para entrar no bloco adversário".

Laterais estratégicos

Na última jornada o Rio Ave esteve privado dos habituais defesas laterais. Limitação que já não se vai verificar hoje, atendendo à disponibilidade de Yuri Ribeiro e Lionn, e que Miguel Cardoso classificou como "mais valias".
Por Luís Leal e Pedro Malacó
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M