Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Palhinha interpretou o que vinha no guião

Estreou-se no onze, elevou nível do meio-campo e foi protagonista com um golo marcado

• Foto: Simão Filho
A inclusão de João Palhinha no onze do Sp. Braga frente ao Aves foi uma das surpresas preparadas pelo treinador Abel Ferreira, que tentava conduzir a equipa a uma reação cabal depois de dois empates amargos, frente a Zorya e Santa Clara. E o camisola 60 bem pode estar satisfeito com a sua prestação, pois demonstrou ter interpretado com êxito o que estava escrito... no guião.

Palhinha elevou os níveis de qualidade e equilíbrio do meio-campo, procurou conduzir a equipa no processo ofensivo e até demonstrou ser uma ameaça à baliza contrária: atirou uma bola ao ferro e ainda marcou, de cabeça, o golo que na altura colocou o Sp. Braga na frente do resultado. "O guião que eu lhe dou, ele tem de o saber. Está muito bem descrito o que tem de fazer em cada momento", disse Abel Ferreira, no rescaldo do duelo com o Aves.

Tornou-se evidente a influência de Palhinha no futebol dos arsenalistas, de tal forma que ameaça fixar-se naquela zona do terreno. Até porque conseguiu trazer à equipa maior capacidade de controlo das operações, algo que foi falhando na equipa de Abel nos encontros anteriores.

Ontem, Palhinha mostrava-se naturalmente feliz com a sua exibição, determinante para a vitória que coloca o Sp. Braga na liderança (partilhada) do campeonato. "Até ao fim guerreiros! Muito feliz pela vitória e por me estrear a marcar o primeiro golo com esta camisola", escreveu o jogador, na rede social Instagram.
Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Sp. Braga

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M