Elsa Judas não aceitou o convite de Bruno de Carvalho para integrar a sua lista às eleições do Sporting como presidente da Mesa da Assembleia Geral por Trindade Barros fazer parte do grupo que agora rodeia o ex-presidente leonino. A antiga líder da Comissão de Transição da MAG garante no Facebook que Bruno será traído por Trindade Barros "ao fim de três meses".

"Se Bruno de Carvalho foi traído por Jaime Marta Soares ao fim de 3 anos? Pelo Trindade Barros é ao fim de 3 meses...é a unica coisa que lamento por ter recusado ser eu a candidata a presidente da MAG... pensei que Bruno escolheria alguém com princípios e ética... lamento outro tiro no pé...", escreveu Elsa Judas. Esta publicação foi entretanto apagada.

Num outro post diz ainda que rejeitou o convite porque a "empurraram para isso". "O que me preocupa são os valores ou falta deles que estão a minar a candidatura do Bruno e a fazer com que as pessoas que lhe foram 100% leais se afastem", lamenta. 

Recorde-se que Trindade Barros foi apresentado por Bruno de Carvalho como presidente da MAG na sua lista candidata às eleições de 8 de setembro.

Leia o post na íntegra:

"Admito que os meus amigos estejam confusos e pretendam esclarecimentos em face da minha recusa.

Se não falo agora mais, é porque não pretendo dar tiros na candidatura do Dr Bruno de Carvalho nem ser acusada de perturbar nada. Desejo lhe toda a sorte do mundo.

Posto isto, acho que todos reconhecem que dei a minha cara, o meu prestigio pessoal e profissional, fui ofendida e 'borrifei-me', mantive me firme, em defesa do projecto do Conselho Directivo do SCP encabeçado pelo Dr. Bruno de Carvalho

Aceitar agora encabeçar a candidatura a Presidente da MAG era o mais fácil e se calhar publicamente melhor para mim. Mas, trabalhando com pessoas sérias, amigas e correctas, norteadas por valores de dignidade, ética, moralidade e justiça. Como percebi que isso não iria acontecer, disse não.

Naturalmente que se rejeitei, foi porque me 'empurraram' para isso. Fui enganada e traída nos valores que defendo e percebi que se aproveitaram da minha boa fé para jogos de poder nos quais não alinho.: repito, não vale tudo...

Fui traída? Sim. Por quem? Por alguém que tem uma sede insaciável de poder e protagonismo. Perdoem- me não dizer nomes….

Mas mais que isso. Fui traída porque um projecto de 5 anos está a ser traído.

Não mudei de ideias. Sou a mesma. Com os mesmos valores. Não apoio é a politica do vale tudo e do não olhar a meios para atingir fins que certas pessoas que estão ao lado dO Bruno adoptam e que o vão, infelizmente, acredito, prejudicar.

Nao mudei de ideias. Sou a mesma. Com os mesmos valores.

O que me preocupa são os valores ou falta deles que estão a minar a candidatura do Bruno e a fazer com que as pessoas que lhe foram 100% leais se afastem. Não fui só eu que me afastei...facilmente percebem que houve outras pessoas….

Espero a vossa compreensão e que me continuem a apoiar também."