Jorge Jesus abordou na SIC Notícias a vitória desta quinta-feira diante do Viktoria Plzen dizendo que foi um triunfo importante e lamentando o facto de ter ficado sem dois jogadores para a segunda mão na República Checa.

Análise ao jogo

"Era importante ganhar e não sofrer golos, fizemos as duas coisas. É verdade que podíamos ter saído daqui com mais um golo, na segunda parte tivemos duas oportunidades claras, mas também é verdade que eles também nos apertaram um bocadinho no último período. Mas o Sporting fez um grande jogo. Isto não é jogar como se fosse para o campeonato, para 3 pontos. A equipa tem de ter uma ideia de jogo diferente, com e sem bola. Às vezes podendo irritar os adeptos, mas é assim que se tem de jogar numa eliminatória a dois jogos, com segurança e sabendo que não pomos a equipa em risco. A equipa do Sporting não se preocupou muito em querer marcar rapidamente. E fez o golo a acabar a primeira parte, o que foi muito importante. Fizemos um jogo de uma equipa muito segura, com alguma experiência já, o que é muito importante nesta competição. E vamos para a República Checa não com a eliminatória segura, mas melhor do que quando começámos".

Ausências na segunda mão

"Tínhamos seis jogadores em risco, ficámos com dois de fora, William e Seba. Para mim poderiam ter ficado de fora com outros cartões, mas não naquelas jogadas. O Mathieu pôs o Seba em risco sem necessidade e o William não tem de abordar o jogo como abordou. Mas pronto, em seis ficámos com dois. Também temos a desvantagem de vir das eliminatórias da Champions, não limpa nada. Temos mais jogos do que os outros. Aqui não vale de nada, mas devia propor à UEFA que se limpe os cartões quando se cai da Champions para a Liga Europa. Tenho de voltar lá para pôr este problema".

Fábio Coentrão aplaudido pelos adeptos

"O Fábio pode estar cansado, a morrer, mas tem vontade, manda-se para a luta do jogo com determinação, coragem, e há outros que estão cansados e morrem ali. Este não, mesmo cansado não morre no posto, avança para cima dos adversários. Isso faz o caráter que ele tem, acabou o jogo completamente cansado e o Bruno acabou por jogar a lateral esquerdo".

Bis de Montero

"Esta é a posição que ele gosta. Isso é o problema, tens o Bas, e o Fredy gosta de ser um jogador mais fixo, junto aos centrais. Não é muito rápido, quando sai para ligar o jogo não tem muita velocidade e agilidade em termos de posse. Agora, na área é frio, sabe finalizar. Se joga como segundo avançado está longe da área, perto da área como hoje é mais fácil finalizar".

Autor: Luís Miroto Simões

Temas:

Jesus