O Sporting esclareceu os negócios efetuados em janeiro, a exemplo da política de transparência que Bruno de Carvalho se propôs a implementar no final de cada mercado de transferências. Assim, através do Jornal Sporting, os leões anunciaram o gasto de pouco mais de 13 milhões de euros em reforços (valor sem comissões), tendo recebido 2,3 milhões no que diz respeito às saídas.

Como era público, Wendel foi o reforço mais caro (7,5 M€), ao que se seguem Misic (2,75 M€), Lumor (2,5 M€), Rúben Ribeiro (400 mil euros) e Montero (custo zero). Para além destes valores, registam-se ainda 2,7 M€ pagos em comissões.

Cláusulas por objetivos

Para além da saída em definitivo de Rosell para o Orlando City, da MLS, por 500 mil euros, sublinhe-se os empréstimos de Iuri Medeiros (Génova), Jonathan (Roma) e Tobias (Nottingham Forest), jogadores cedidos com opções de compra obrigatórias mediante objetivos: 10 M€, 5,7 M€ e 2,3 M€, respectivamente.

Quanto a Alan Ruiz, de regresso ao Colón por empréstimo do Sporting, e tal como Record avançou, poderá ficar na Argentina mediante o pagamento de 7 M€ por 70 por cento do passe. A finalizar, nota para a cedência do júnior Liam Jordan ao Herfolge, da Dinamarca.