O treinador do Tondela disse esta quinta-feira estar confiante na mudança do 'chip' e na luta pelos três pontos em Paços de Ferreira, na 22.ª jornada da Liga, dizendo que desdramatiza os últimos maus resultados.

O Tondela, 11.º classificado, com 22 pontos, visita na sexta-feira o Paços de Ferreira, 13.º, com 21, na abertura da jornada, após três derrotas consecutivas no campeonato, com FC Porto, Estoril e Moreirense.

"A equipa está ansiosa que chegue o jogo, pois os resultados recentes não foram os que queríamos, mas é preciso lembrar que no Dragão [derrota por 1-0] fizemos uma exibição tremenda", assinalou Pepa, que na sexta-feira fará o 50.º jogo como treinador na Liga.

O técnico dos auriverdes salientou que a sua equipa tem que "manter o equilíbrio emocional, sem entrar em depressões nem em euforias" e que o objetivo "é ganhar".

"Não vale a pena dramatizar por causa dos últimos resultados, mas temos que reagir", disse, em conferência de imprensa.

Ainda assim, para o jogo diante do P. Ferreira, Pepa frisou esperar "um jogo intenso", frente a uma equipa que considera "muito agressiva na luta pela bola", e está "confiante pelos últimos resultados".

Para o desafio frente aos pacenses, o treinador do Tondela disse ser o jogo em que mais dificuldades teve quanto aos convocados, valorizando o empenho dos jogadores durante a semana de trabalho.

"Estou aqui há um ano e tive hoje o dia mais difícil para escolher os 18 porque tenho um grupo incrível", frisou.

Face aos recentes resultados e com as equipas a ficarem mais próximas em termos pontuais, Pepa desvalorizou alguma contestação dos adeptos, reagindo com humor quando questionado se os adeptos estariam "mal-habituados" à classificação, a melhor dos últimos anos.

"É bom sinal [risos]", e garantiu: "Aqui ninguém relaxou com as vitórias. Queremos sempre ganhar, queremos sempre mais e melhor, mas temos que ter noção que a Liga está muito equilibrada e qualquer resultado pode acontecer", declarou.

Autor: Lusa