O Vitória de Guimarães não conseguiu evitar uma derrota por 2-1 na visita aos turcos do Konyaspor, na segunda jornada do Grupo I da Liga Europa. Um desfecho que Pedro Martins justificou pelo facto de o rival ter sido melhor do que os vimaranenses na primeira parte da partida, embora lembrando que a sua equipa fez tudo para sair da Turquia "com outro resultado".

"Não entrámos bem. O adversário também tem mérito. Teve 20, 25 minutos muito fortes, empolgado pelo público, e nós não conseguimos gerir os momentos do jogo nesse período. Depois já equilibrámos o jogo, embora sempre expostos às transições. Na segunda parte, sofremos logo um golo logo no início da segunda parte. A equipa poderia ter reagido mal, mas reagiu muito bem", começou por referir o técnico vitoriano em declarações à SIC Notícias.

"A partir daí, equilibrámos o jogo, fomos mais equipa como gostaríamos de ser. Fizemos o golo, fizemos tudo para ir à procura do segundo golo, e controlámos as transições do adversário, curiosamente quando jogámos tudo no risco. Não conseguimos levar um ponto fruto também do jogo do adversário na primeira parte. A segunda parte é diferente, e a equipa já esteve ao seu nível", acrescentou Pedro Martins.

O treinador lamentou ainda a forma como a sua equipa sofreu o primeiro golo. "O adversário estava forte nesse momento. É um lançamento lateral, e nós deveríamos anular aquela situação. Infelizmente, não conseguimos. Apesar do grande domínio do adversário, a grande oportunidade acaba por ser nossa, e a segunda parte, em que, depois de sofrermos o segundo e animicamente poderia não corresponder, a equipa deu uma resposta. Tudo fizemos para sair daqui com outro resultado", frisou, salientando a necessidade de "recuperar a equipa para domingo" para "outro jogo importante", frente ao Belenenses. "A derrota não vai abalar a equipa", garantiu.

Autor: Lusa