O Vitória está descontente com as arbitragens de Gonçalo Martins e Bruno Paixão, respetivamente nos jogos com o Moreirense e o Sporting. A expulsão de Vasco Fernandes e o penálti em Alvalade motivaram queixas dos sadinos, que, para já, não reagem de forma oficial. Contudo, o desagrado que se vive no Bonfim ficou expresso na publicação do diretor de comunicação, Emídio Simões, no seu Facebook pessoal.

À margem da arbitragem, a contrastar com a consistência defensiva demonstrada com o Sporting – só aos 87 minutos, de penálti, os leões marcaram –, o V. Setúbal quer melhorar o rendimento ofensivo já na próxima jornada, frente ao Chaves. Com apenas três remates à baliza de Rui Patrício em toda a partida, José Couceiro frisou a necessidade de chegar mais vezes à zona de finalização.

A partir de amanhã, quando os sadinos regressarem ao trabalho após dois dias de folga, o técnico vai preparar a equipa para ser mais acutilante no ataque frente aos transmontanos, no Bonfim. O avançado Edinho (substituído aos 69 minutos por Gonçalo Paciência), que passou ao lado do encontro de Alvalade porque a bola raramente lhe chegou aos pés, vai fazer tudo para se reencontrar com os golos depois de ter faturado com o Moreirense (1-1).

Autor: Ricardo Lopes Pereira