O período de contestação dos contrainteressados na desclassificação do Real da Taça de Liga termina na sexta-feira, confirmou à agência Lusa fonte da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O Conselho de Disciplina (CD) da FPF decidiu desclassificar o Real, por utilização irregular de Abou Touré, que estava castigado, promovendo a reintegração do Belenenses, que tinha sido eliminado pelo emblema de Sintra.

Esta decisão foi suspensa pelo recurso do Real para o Conselho de Justiça, cuja decisão aguarda o fim do prazo para declarações dos contrainteressados, casos de Belenenses e Portimonense, que termina na sexta-feira, disse à Lusa fonte federativa, acrescentando que o processo deve ser decidido na reunião do órgão, na próxima semana.

Fonte oficial da Liga Portuguesa de Futebol Profissional disse esta terça-feira à Lusa que aguarda com naturalidade o desenrolar do processo, confirmando ter pedido "celeridade" na apreciação do mesmo por parte do CJ, tendo em conta a calendarização da prova.

Com a desclassificação do Real, o Belenenses foi reintegrado na prova, no Grupo B, juntamente com Sporting, Marítimo e União da Madeira, passando o Portimonense para o Grupo A, com Benfica, Sporting de Braga e Vitória de Setúbal, sendo que ainda não foram agendados os encontros dos emblemas envolvidos neste processo.