Foi com um empate que a Seleção Nacional feminina começou a preparação para a fase de apuramento do Mundial’2019. Diante da Finlândia, uma formação que as portuguesas deixaram pelo caminho rumo ao Europeu, Carolina Mendes até inaugurou o marcador para o lado português.

Aos 27 minutos, num lance de insistência no interior da grande área, a avançada, que já tinha ficado na história como a primeira jogadora portuguesa a marcar na fase final de um Europeu, fez o gosto ao pé e não deu hipóteses a Korpela. Porém, uma desatenção na defesa nacional permitiu o empate à seleção finlandesa, com Collin a aproveitar o erro (37’).

Já na segunda parte, Portugal remeteu a Finlândia à sua zona defensiva, criando várias ocasiões de golo, com especial destaque para a exibição de Diana Silva. Aliás, a avançada do Sporting esteve muito perto de fazer um golo de levantar o estádio, ao atirar à trave, após a bola sobrevoar a guardiã Korpela, aos 56’.

As nórdicas lá foram resistindo ao ímpeto das comandadas de Francisco Neto e acabaram mesmo por segurar a igualdade até final, embora Portugal tenha deixado boas indicações para os próximos compromissos.

Mais um teste

É já na terça-feira que Portugal volta a defrontar a Finlândia, desta feita em Santa Maria da Feira. Depois será tempo de pensar no Grupo 6 da fase de apuramento para o Mundial de 2019.

A equipa das quinas vai discutir uma vaga direta, mas, caso falhe esse objetivo, poderá sempre lutar por um lugar no playoff, no qual participarão apenas os quatro melhores segundos classificados – com Itália, Bélgica, Roménia e Moldávia. A caminhada começa a 24 de outubro, com a receção à Bélgica, precisamente um mês antes de defrontar a Moldávia. Já o encontro em casa com a Itália vai disputar-se a 28 de novembro.

Autor: Ruben Tavares