Passada a participação histórica no Campeonato na Europa, a Seleção Nacional de futebol feminino aponta baterias para uma outra prova em que nunca participou: o Mundial. O primeiro jogo de preparação para essa importante prova é já hoje, em Arouca (16 horas), frente à Finlândia, um dos adversários que defrontou na fase de apuramento para o Europeu.

Na terça-feira há novo duelo frente a um conjunto do qual guarda boas recordações, já que na qualificação somou um empate e uma vitória. Mas as boas memórias não se ficam por aqui. As finlandesas mudaram recentemente de selecionador, passando a ser treinadas por Anna Signeul, que no Europeu orientou a Escócia... a única equipa que perdeu com a formação das quinas.

Memórias à parte, o selecionador Francisco Neto salienta o valor das nórdicas para sublinhar a importância destes testes. "Muitos dos resultados que apareceram depois nas competições oficiais ficaram a dever-se à seriedade com que temos encarado os jogos de preparação. Temos jogado sempre com equipas acima de nós no ranking, com um grau de exigência elevado e que obriga a que as jogadoras se superem", começou por explicar em declarações ao site da FPF, acrescentando: "A jogadora portuguesa tem isso, ou seja, é muito séria a trabalhar e encara todos os desafios com grande profissionalismo."

O treinador nacional espera "dois jogos com um grau de dificuldade e um nível competitivo bastante elevados". Para além de elogiar o valor das jogadoras, relembrou um fator de motivação extra. "É lógico que vão estar motivadas para mostrar competências e qualidade à nova treinadora", concluiu.

Mais perto da fase de qualificação

O jogo de hoje (às 16 horas, em Arouca) e terça-feira (às 15 horas, em Santa Maria da Feira) vão preparar Portugal para a fase de grupos de apuramento rumo ao Mundial, que se realiza em França, em 2019. A formação das quinas começa essa etapa em casa (Penafiel), a 24 de outubro, diante da Bélgica. Fazem ainda parte do Grupo 6 as seleções da Itália, Roménia e Moldávia. Os sete vencedores de cada grupo de qualificação apuram-se diretamente para o Mundial, enquanto os quatro melhores segundos disputam o playoff.


Autor: Cláudia Marques