Record

Fernando Santos: «Cristiano Ronaldo não cometeria um crime desse tipo»

Selecionador nacional acredita na inocência do capitão no caso da alegada violação

Fernando Santos não convocou Cristiano Ronaldo para os próximos compromissos da Seleção Nacional. O selecionador contou que teve uma conversa com o jogador e com o presidente da Federação, em que ficou decidido que o capitão não seria chamado, nem agora nem em novembro.

"Houve uma conversa tripartida, o jogador, o presidente da federação e o selecionador. Concordámos que o jogador não estaria nestas duas convocatórias, nesta e na próxima, em novembro", explicou Fernando Santos.

Sobre as acusações que Cristiano Ronaldo está a ser alvo - alegada violação de uma mulher nos EUA em 2009 - o selecionador não duvida da inocência do jogador. "Em primeiro lugar estou completamente de acordo com o que foi a declaração do presidente da federação. Eu pessoalmente apoio sempre os meus jogadores e aqui nem é uma questão de solidariedade, acredito no que o jogador disse publicamente, ele considera a violação um ato abjeto e claramente reafirma que está inocente daquilo que é acusado. Conheço bem o Cristiano e acredito plenamente que não cometeria um crime desse tipo."

Fernando Santos reconheceu que já falou com o jogador da Juventus, mas recusou-se a revelar o teor da conversa. Mas deixou uma garantia: estas ausências de Ronaldo não são um adeus à Seleção: "Ele sempre mostrou disponibilidade total para representar Portugal", lembrou o treinador.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Seleções

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M