Gonçalo Paciência foi um dos estreantes lançados por Fernando Santos diante dos Estados Unidos e o avançado não escondeu a felicidade pela oportunidade, embora lembrando que o resultado não foi o mais desejado, pois a vitória era o objetivo da equipa das quinas.

"Foi bom. O expoente máximo de um jogador de futebol é sempre representar a Seleção Nacional e foi o que aconteceu hoje. Estou muito feliz com a minha estreia mas o resultado não foi o que nos esperávamos. Queríamos ganhar", lembrou o jogador do Vitória de Setúbal na flash interview da TVI logo após o encontro de Leiria.

Quanto a uma eventual chamada para o Mundial'2018, Gonçalo Paciência lembra que a esperança mantém-se viva. "Todos os que estamos aqui temos sempre uma hipótese. Não é agora que está decidido. Temos de continuar todos a trabalhar para no final estarmos todos aptos para sermos convocados", concluiu.

Autor: Flávio Miguel Silva