A Espanha venceu esta quarta-feira Portugal, por 2-0, na 3.ª jornada da Ronda de Elite de apuramento para o Europeu de sub-17, obrigando a seleção lusa a fazer contas para chegar à fase final da competição.

Portugal partiu para o derradeiro jogo como favorito, no 1.º lugar do grupo, mas não mostrou argumentos para travar Espanha, que marcou um golo em cada metade do jogo.

Com a derrota desta quarta-feira, na Nazaré, Portugal ficou em 2.º lugar e terá de esperar até ao final do mês para saber se é um dos sete melhores segundos classificados, para marcar presença, em maio, no Europeu da Croácia e, dessa forma, tentar revalidar o título conquistado em 2016.

Frente a Espanha, Portugal começou bastante nervoso, mostrando-se incapaz de fechar os caminhos para a baliza de Celton Biai.

A precisar da vitória para se apurar, Espanha entrou decidida e ao ataque. Logo nos primeiros minutos criou três situações de perigo e, aos 17, marcou mesmo: Romário Baró derrubou José Alonso na grande área de Portugal e Ruiz converteu o penálti.

Sem capacidade de reação, a Seleção Nacional só criou a primeira oportunidade de perigo aos 23 minutos, mas Fernández defendeu bem o desvio de Rafael Camacho.

Espanha continuava a colocar Portugal alerta, sobretudo pela ação de José Alonso e só no final da primeira parte a equipa de José Guilherme conseguiu reequilibrar o pendor do jogo.

No recomeço, contudo, a Espanha continuou mais sólida e chegou ao segundo golo aos 46 minutos, após arrancada poderosa de Torres, na direita, que assistiu Díaz.

O melhor que Portugal conseguiu foi obrigar Fernández a uma boa defesa, num livre Romário Baró, aos 51 minutos, e um remate ao lado de Umaro Embaló, aos 70.

De resto, a Seleção Nacional acusou bastante a desvantagem e não conseguiu encontrar forças para reagir ao resultado desfavorável.

Jogo no Estádio Municipal da Nazaré
Árbitro: Halil Umut Meler (Turquia)

Portugal: Celton Biai, Koné, Pedro Justiniano, Tiago Djaló, João Oliveira, Afonso Sousa, Bernardo Sousa (André Almeida, 52'), Romário Baró (Jocu, 52'), Umaro Embaló, Pedro Neto e Rafael Camacho (Daniel Simões, 78')
Suplentes não utilizados: João Gonçalo, António Gomes e Pedro Ganchas
Treinador: José Guilherme
Espanha: Álvaro Fernández, Morey, Chust, Guillamón, Miranda, Blanco, Moha, Sergio Gómez (Garcia Segovia, 80'), Torres, José Alonso (Gomez Perea, 77') e Ruiz (Díaz, 31')
Suplentes não utilizados: Ramos, García Martret, Orellana e Salomón
Treinador: Santi Denia

Ao intervalo: 0-1.
Marcadores: Ruiz (18', pen.) e Díaz (46')
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Miranda (32'), Tiago Djaló (53') e Blanco (55')
Assistência: Cerca de 500 espectadores

(Atualizada às 18h55)

Autor: Lusa