O sorteio da Liga dos Campeões ditou um duelo entre o Benfica e o Manchester United, dois jogos que o antigo treinador dos red devils vai assistir, torcendo pela equipa orientada por José Mourinho, embora com muito respeito pelas águias.

"Não há certezas no futebol", começou por afirmar o escocês, de 75 anos, antes de defender o favoritismo dos britânicos: "O Manchester United deve qualificar-se, pois tem uma grande equipa. Depois, em termos históricos, temos de reconhecer que o Benfica tem alguma vantagem. Quantas finais da Taça dos Campeões Europeus disputou? Oito [facto correto], que me lembre, por isso acredito que também vai passar esta fase de grupos."

Em relação ao seu antigo clube, Alex Ferguson acredita que finalmente reencontrou o "rumo certo" com José Mourinho, e elogiou a forma como o técnico português conseguiu garantir a presença na presente edição da Champions. "Quando percebeu que pela Premier League não ia conseguir alcançar este objetivo não hesitou em apostar na Liga Europa... e mereceu ganhá-la. Foi uma grande conquista", disse.

Feliz pela reforma

Outro assunto comentado por Alex Ferguson foram as transferências milionárias pagas por jogadores como Neymar e Dembélé, um facto que o torna feliz "por estar reformado".

"Vocês conseguem imaginar a responsabilidade que pesa sobre os ombros de um treinador para pedir contratações por estes valores? É uma decisão muito difícil", defendeu o britânico, que também uniu a sua voz aos que defendem o encerramento do mercado de transferências antes do início das competições: "Por que é que não pensaram antes da competição das necessidades que tinham? Creio que deve fechar antes do início da época."

Para terminar, o antigo treinador ainda comentou o vídeo-árbitro, que comparou à tecnologia da linha de golo. "Temos de dar tempo. A tecnologia de golo hoje é um sucesso", lembrou.


Autor: João Soares Ribeiro