Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Chile estava demasiado picante para os mexicanos

Campeões em título aplicaram 7-0 a rival recheado de "portugueses"

• Foto: USA Today Sports
O Chile impôs um goleada histórica ao México e avançou para as meias-finais da Copa América. Os detentores do troféu da competição destroçaram um adversário onde alinharam os "portugueses" Miguel Layún, Héctor Herrera e Jesús Corona, do FC Porto, e Raúl Jiménez (suplente utilizado), do Benfica, por um histórico 7-0, com Eduardo Vargas a assinar quatro golos.

Edson Puch abriu o marcador aos 16 minutos e Vargas ampliou para 2-0 aos 44', fixando o resultado no final da primeira parte, na qual os mexicanos já tinham revelando grandes fragilidades, sobretudo no meio campo, constituído por Jesús Dueñas, Herrera e Andrés Guardado, sistematicamente batido pelo trio formado por Marcelo Díaz, Charles Aránguiz e Arturo Vidal.

A segunda parte não trouxe alterações neste equilíbrio de forças, apesar das alterações introduzidas pelo selecionador Juan Osorio, que colocou Carlos Peña e Raúl Jiménez nos lugares de Dueñas e Hirving Lozano.

Assim, Alexis Sánchez ampliou para 3-0 logo aos 49', com Vargas a acrescentar uma rajada de três aos 52', 57' e 74'. Puch fechou a contagem aos 87'.
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Copa América

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M