A Espanha sagrou-se esta sexta-feira campeã europeia de sub-17 ao vencer a Inglaterra no desempate por penáltis (4-1) numa final em que chegou ao empate (2-2) já nos descontos (80'+6) - os jogos neste escalão têm apenas 80 minutos.

Um ano depois de ter perdido o título para Portugal - então, foi a seleção portuguesa a impor-se nos penáltis (5-4), depois de uma igualdade a um golo -, os 'nuestros hermanos' fizeram a festa da forma mais improvável, quando tudo parecia indicar que os ingleses tinham o troféu no 'bolso'.

No entanto, um cabeceamento de Nacho Díaz (entrado aos 78'), na sequência de um pontapé de canto mesmo a fechar o período de compensação, obrigou ao desempate na final disputada em Varazdin, na Croácia. Isto depois de Hudson-Odoi (18') e Foden (58') terem marcado pela Inglaterra, enquanto Morey (38') fez o outro golo espanhol.

Desta forma, a Espanha conquista o título pela 9.ª vez (1986, 1988, 1991, 1997, 1999, 2001, 2007, 2008 e 2017), confirmando o estatuto de seleção mais bem sucedida neste escalão, à frente de Portugal, que soma seis triunfos.