Um 'show de bola'. Rui Jorge não utilizou estas palavras, mas é isto que o selecionador sub-21 espera do embate com Espanha, marcado para terça-feira, a partir das 19h45. Afinal de contas, há talento espalhado por todo o lado.

"Espero e acredito que seja um grande jogo. Jogadores talentosos dos dois lados, tecnicamente muito evoluídos. São equipas que gostam de jogar e não praticam anti-jogo. Vai ser um espectáculo enorme. Um estádio bonito que vai estar cheio, com jogadores de tamanha qualidade... tem tudo para ser um grande encontro", sublinhou o técnico, de 44 anos.

Embora esteja atento à qualidade de Asensio, Saúl Ñíguez, Deulofeu, Sandro Ramírez, Denis Suárez e companhia, Rui Jorge não pensa só na qualidade ofensiva dos espanhóis.

"Considero a equipa forte na sua globalidade. Logicamente que ofensivamente tem números muito interessantes. Dos 12 jogos que fizeram na qualificação, só não marcaram em dois. Logo aí vai ser difícil para nós suster a equipa espanhola. Tentaremos marcar e ser fortes defensivamente", resumiu.

Mesmo que o técnico não confirme as mudanças que vai fazer no onze, tudo aponta para que Renato Sanches seja promovida à equipa titular. Ainda assim, não é isso que mais preocupa o selecionador.

"Cometemos bastantes erros em termos técnicos, o que não é normal. Defensivamente estivemos bem, mas conseguimos melhor ofensivamente. Estou desejoso que o façamos", rematou o técnico, que não pensa no empate: "Perder é que não interessa de certeza!"

Autor: Pedro Gonçalo Pinto