Costuma dizer-se que jogadores como Ricardo Carvalho são como um bom vinho do Porto - quanto mais velhos, melhores. Mas a verdade é que, aos 38 anos, Carvalho é um caso que terá atenção especial de Fernando Santos, depois de ter feito três jogos em nove dias.

E como o tempo de recuperação entre a Hungria e a Croácia é ainda menor, melhor se compreende a preocupação do selecionador. Por isso, não deve ser posta de lado a possibilidade de Bruno Alves ou José Fonte avançarem para o onze de Portugal ao lado de Pepe.