O selecionador português de sub-20 admitiu que a equipa não foi "suficientemente competente" para conseguir vencer este domingo o Uruguai nos quartos-de-final do Mundial da categoria, que decorre na Coreia do Sul.

"Não fomos suficientemente competentes para sair vitoriosos neste jogo, mas tenho a certeza de que deixámos uma imagem muito positiva. Mostrámos ao mundo a qualidade dos nossos jogadores, a qualidade da nossa organização e estamos satisfeitos por isso", disse Emílio Peixe, em declarações à assessoria de imprensa da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O técnico considerou que Portugal dominou o encontro, decidido a favor do Uruguai no desempate por grandes penalidades (5-4), depois de um empate a dois golos no final do tempo regulamentar, e do prolongamento, e admitiu que a equipa está triste.

"Este foi um jogo em que dominámos do princípio ao fim. Enfrentámos uma equipa muito forte, com bons jogadores do ponto de vista individual, mas conseguimos neutralizar quase todas as mais-valias do adversário", disse, acrescentando: "Obviamente, sentimos que podíamos chegar mais longe. Estamos tristes, mas seguros que o futebol português terá mais e melhores jogadores no futuro".

Emílio Peixe fez um balanço positivo do Mundial, competição na qual Portugal somou duas vitórias em cinco encontros, destacando o facto de a seleção integrar vários jogadores sub-18.

"O balanço deste Mundial é positivo. Estes jogadores foram uns heróis. Não foi só hoje, contra o Irão ou a Coreia, os jogos que ganhámos. Com sete jogadores sub-18 neste grupo, alguns a integrarem-no pela primeira vez, justificaram por absoluto a opção de os trazermos connosco", referiu.

Autor: Lusa