Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Como o craque da Coreia do Sul pode fugir a 2 anos de serviço militar

Son Heung-min vai ter brilhar nos Jogos Asiáticos, caso contrário tem de deixar o Tottenham

• Foto: Reuters
Son Heung-min marcou um golo contra o México, mas não conseguiu evitar a derrota da Coreia do Sul e o consequente afastamento dos oitavos-de-final no Mundial da Rússia. O jogador do Tottenham pode agora ter de ser chamado ao seu país para cumprir dois anos de serviço militar, obrigatório até aos 28 anos. Heung-min cumpre 26 anos no próximo dia 8 de julho...

Mas há uma hipótese de o jogador conseguir escapar a esta obrigação. A lei sul-coreana prevê exceções para atletas de alta competição, que alcancem sucesso internacional ao serviço do país. A equipa de futebol que em 2002 foi semifinalista no Mundial ficou toda isenta, à semelhança de atletas de outras modalidades que ganharam medalhas nos jogos asiáticos, ou dos futebolistas que conquistaram o bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Neste caso, em vez dos dois anos de serviço militar estes atletas têm apenas de cumprir quatro semanas de treino básico, desde que se mantenham na modalidade que praticam pelo menos durante mais três anos.

O Tottenham, que planeia renovar o contrato com o jogador, gostaria de ver esta questão resolvida e a esperança agora é que Son Heung-min e a seleção sul-coreana brilhem ao mais alto nível nos Jogos Asiáticos do próximo mês de agosto, de modo a evitar que o jogador tenha de cumprir as suas obrigações militares.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias
M M