Alexis Sánchez coloa o Chile mais perto da Rússia



O Chile bateu o Equador (2-1) e foi o grande vencedor da penúltima de qualificação sul-americana para o Mundial'2018, ao saltar para o terceiro lugar, enquanto a Argentina empatou 0-0 com o Peru e caiu para o sexto.

A uma ronda do final da fase de apuramento, o Brasil (38 pontos) continua a ser a única seleção apurada, o Uruguai (28) está quase, o Chile (26) e a Colômbia (26) estão em lugares de apuramento direto e o Peru (25) de um playoff com a Nova Zelândia.

Pior, está a Argentina (25 pontos), de Lionel Messi, que se encontra fora dos lugares de apuramento e arrisca-se a falhar a prova pela primeira vez desde 1970, enquanto o Paraguai (24) ainda está na corrida, da qual saiu o Equador (20).

Em Santiago, os chilenos adiantaram-se aos 22 minutos, por Eduardo Vargas, mas, aos 84, apanharam um enorme susto, quando o recém-entrado Romario Ibarra restabeleceu a igualdade.

No minuto seguinte, os bicampeões sul-americanos em título conseguiram, porém, voltar ao comando do marcador, com Alexis Sánchez a marcar de baliza aberta, depois de um roubo de bola decisivo de Arturo Vidal.

O Chile saltou, assim, para o terceiro posto, apenas atrás do Brasil, 'empatado' a zero na Bolívia pelo guarda-redes Carlos Lampe, que negou várias vezes o golo a Neymar e Gabriel Jesus, e do Uruguai, que se ficou pelo mesmo registo na Venezuela.

Na última ronda de apuramento, marcada para terça-feira, o Uruguai recebe a Bolívia, o Chile joga no Brasil, o Peru e a Colômbia medem forças em Lima, a Argentina desloca-se ao Equador e o Paraguai é anfitrião da Venezuela.

Autor: Lusa