A noite de terça-feira (madrugada de quarta-feira em Portugal) foi de emoções fortes na América do Sul. Três países asseguraram o apuramento para o Mundial'2018 e outros três ficaram às portas do sonho (o Peru é um destes três, mas pode entrar via playoff), numa noite na qual os grandes vencedores acabaram por ser os argentinos, que com Marcos Acuña e Eduardo Salvio em campo conseguiram superar a recente má fase e garantiram o apuramento.

Ora, a noite foi naturalmente de festa e muita emoção em casa do jogador do Sporting, conforme revela o jornal 'LM Neuquén', que detalha mesmo de que forma Acuña comunicou com a sua família na manhã seguinte. "Velha, estamos na Rússia. Dedico-te isto". Foi com estas palavras que o extremo leonino iniciou a conversa com a sua mãe, que não conteve a emoção e chorou de alegria, algo que, ao que parece, é habitual, especialmente por causa das saudades. "Na verdade ela emociona-se sempre que fala com o Marcos, pois sente muito a sua família. É o filho mais pequeno, o mais mimado".

Uma reunião familiar

Sempre que há um jogo importante, toda a família de Acuña pára. Na terça-feira, por exemplo, eram quase 30 os familiares que se reuniram em casa da mãe do sportinguista, numa reunião familiar que terminou já madrugada dentro. "Adormecemos pelas quatro da manhã!", revelou fonte próxima da família ao mesmo jornal.

A Argentina, recorde-se, derrotou o Equador por 3-1 e finalizou a zona de apuramento sul-americana para o Mundial'2018 no terceiro posto, garantindo desta forma um dos quatro lugares de qualificação direta para a fase final da prova que decorre no próximo ano, na Rússia.

Autor: Fábio Lima