O vídeo-árbitro foi um dos protagonistas da Taça das Confederações. A inovação de colocar a tecnologia ao serviço do futebol ainda está no início e tem gerado debate pelo Mundo inteiro. Ontem, o juiz sérvio Milorad Mazic causou polémica, ao não expulsar o chileno Gonzalo Jara aos 61’, que deu uma cotovelada em Werner.

O juiz sérvio recorreu ao vídeo-árbitro, que tinha Artur Soares como um dos assistentes, mas nem após ver as imagens claras do lance entendeu tratar-se de uma agressão. Resultado? Acabou por dar só amarelo ao chileno, provocando surpresa nos adeptos e... telespectadores por todo o Mundo. "É uma final e a intensidade é alta. É difícil controlar. Não houve maldade", desvalorizou Pizzi.

Mais crítico foi Pierre van Hooijdonk, antigo jogador do Benfica, que disparou nas redes sociais. "Mandem estes palhaços de volta para o circo", disparou o antigo avançado holandês no Twitter, utilizando a hashtag ‘amarelo por uma cotovelada’.