A próxima edição da Taça das Confederações, agendada para o próximo mês na Rússia, poderá mesmo ser a última, caso vingue o projeto da FIFA, que pretende aproveitar os anos anteriores ao Mundial e ao Europeu para organizar um novo Super Mundial de Clubes, com as 16 ou 24 melhores equipas do Mundo.

A notícia é avançada pelo jornal 'As' e atribui a Boban e a Van Basten, assessores de Gianni Infantino, presidente da FIFA, a autoria da ideia. A mesma fonte adianta que, para o projeto avançar, ainda é necessário negociar com a Confederação Sul Americana, por forma a que a Copa América passe a disputar-se nos anos em que se joga o Campeonato da Europa.

Segundo o diário espanhol, a nova competição voltaria a chamar-se Taça Intercontinental, teria lugar de duas em duas épocas (sempre no ano anterior à realização do Mundial ou do Europeu) e contaria com a participação dos dois últimos vencedores da Liga dos Campeões, Liga Europa, Taça Libertadores e, possivelmente, dos finalistas vencidos de cada uma das três provas. As outras vagas seriam distribuídas pelos vencedores continentais de Ásia, África, América do Norte e Central e Oceânia.

Autor: Aurélio de Macedo