Naturalmente de um país historicamente ligado ao futebol, o tenista Andy Murray segue de perto o fenómeno do desporto rei e, esta quinta-feira, é mesmo o destaque numa entrevista feita pelo site da oficial da FIFA, tendo em vista a gala de entrega do troféu The Best, que se realiza a 23 deste mês, onde será entregue o prémio de melhor jogador do Mundo. Ora precisamente para esse troféu, o britânico nem tem dúvidas...

"Tem de ser o Cristiano. Ganhou a Liga e a Liga dos Campeões, além de ter marcado uma grande quantidade de golos nessas duas competições, onde ajudou a sua equipa a vencer. Creio que marcou uns dez golos a partir dos 'quartos' da Champions. É algo incrível", considerou o britânico, que elegeu Zinedine Zidane como o treinador do ano. "É difícil superá-lo", referiu. 

Quanto ao onze do ano, Murray faz uma escolha de impor respeito. A saber: "Buffon; Dani Alves, Sergio Ramos, Chiellini e Marcelo; N'Golo Kanté, Toni Kroos e Luka Modric; Paulo Dybala, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi".

Autor: Fábio Lima