A ligação contratual entre Neymar e o Barcelona terminou de forma dramática no final de julho e o relacionamento entre as partes passou a ser feito por advogados que disputam o direito que o pai do internacional brasileiro reclama ter em receber um prémio de 26 milhões de euros pela renovação que o filho assinou há um ano com os blaugrana. 

O clube espanhol entendeu não pagar depois de Neymar ter confirmado que pretendia sair e do Paris Saint-Germain (PSG) acionar a cláusula de rescisão de 222 milhões de euros. O brasileiro deu então ordens para que os seus advogados procurassem por todos os meios assegurar os 26 milhões de euros para o pai.

A situação chegou a tal ponto que Neymar decidiu aceitar a sugestão dos advogados e denunciar o Barcelona à UEFA, procurando que o clube catalão fosse excluído da Liga dos Campeões, revela este sábado o jornal 'As'.

E a UEFA acabou mesmo por responder formalmente à solicitação de Neymar... não lhe atribuíndo qualquer importância.