Pedro Pinto, atual diretor-geral de comunicação e média da UEFA, vai deixar o cargo que ocupa em Nyon, em março, para regressar a Portugal onde se irá manter como consultor externo do organismo que tutela o futebol europeu.

Na hora do adeus do português, Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, sublinhou o "prazer" de ter trabalhado com o antigo jornalista que tem no currículo passagens pela RTP, Sport TV ou CNN. "Percebo o seu desejo de regressar a casa e espero continuar a nossa cooperação no futuro", afirmou numa nota citada pela UEFA.

Por seu lado, Pedro Pinto sublinhou "a honra e o privilégio de servir o Conselho de Administração do futebol europeu nos últimos quatro anos". "Quero agradecer aos dirigentes da UEFA e ao presidente Aleksander Ceferin pelo apoio que recebi durante o tempo em que estive na organização. Depois de muitos anos a viver e a trabalhar mo estrangeiro, decidi voltar a casa para estar mais perto da família. Estou muito feliz por poder continuar a cooperar com a UEFA como consultor".