O Borussia Dortmund informou esta segunda-feira que não vai poder contar com Raphaël Guerreiro nos próximos "três a quatro meses", período previsto para a completa recuperação do internacional português que foi operado ao pé esquerdo.

Num comunicado divulgado através das plataformas que possui na Internet, o clube alemão revela que "a intervenção cirúrgica teve lugar hoje e implica um longo período fora dos relvados" e garante que a informação que lhe foi prestada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) indiciava que era um problema menos grave.

"Guerreiro sofreu a lesão quando estava ao serviço dos campeões europeus de Portugal no jogo da fase de grupos da Taça das Confederações frente aos anfitriões, a Rússia [21 de junho, n. d. r.]. A FPF informou o Borussia Dortmund posteriormente que o jogador de 23 anos tinha uma contusão no pé. Todavia, exames posteriores realizados em Dortmund revelaram que o pé do internacional português sofreu uma fratura evidente", lê-se na nota do clube alemão, que encerra:

"Guerreiro, que na época passada fez 35 jogos pelo Borussia Dortmund na Bundesliga, Taça da Alemanha e Liga dos Campeões, somando nove golos e nove assistências, estará fora até outubro/novembro após a operação."