A Liga alemã vai propor aos clubes uma proposta para a redução do período de transferências, disse esta quarta-feira o presidente da Federação, Reinhard Rauball, numa entrevista para o jornal alemão Sport Bild.

Se os clubes alemães aceitarem esta iniciativa, a Alemanha irá apresentar à UEFA um plano de redução generalizada e coordenada do mercado de verão, podendo durar, "por exemplo, até 1 de agosto", disse Rauball.

A eleição poderá ocorrer em dezembro na próxima Assembleia-Geral do organismo, na qual estarão presentes os 36 clubes profissionais alemães do primeiro e segundo escalão.

"Este ano, testemunhámos um turismo de entradas e saídas que não é mais aceitável. Se a maioria dos 36 clubes profissionais votarem, então a federação enviará a proposta aos órgãos internacionais", disse Rauball.

A Liga inglesa foi a primeira a iniciar e a aprovar este projeto, em 7 de setembro, impedindo a contratação de jogadores depois do primeiro jogo do campeonato.

Para a Alemanha, a harmonização europeia é extremamente importante, pois se os grandes clubes franceses, italianos ou espanhóis forem autorizados a recrutar mais tarde, alguns clubes alemães arriscar-se-ão a perder os seus principais jogadores sem depois poderem substituí-los.

Autor: Lusa