Quando se pensa na vida de um jogador de futebol, na maior parte do tempo apenas consideramos o lado bom, que vai desde a fama (que até pode ser 'má...) até ao inevitável dinheiro. Contudo, para se chegar a essa dimensão muito tem de ser enfrentado e derrubado. E então quando se trata de um jogador com tendência para se lesionar, a situação pode ser tudo menos... um mar de rosas. É o caso de Marco Reus, que numa entrevista intimista à revista 'GQ' partilhou as suas emoções e admitiu que prescindiria de todo o seu dinheiro em troca de uma boa condição física.

"Enquanto jogadores de topo, ganhamos muito dinheiro, mas às vezes pagamos um preço muito elevado pela nossa saúde. Prescindiria de todo o meu dinheiro para estar fisicamente apto para fazer o meu trabalho, para fazer aquilo que gosto, que é jogar futebol", disse o médio, de 28 anos, que ao longo da sua carreira foi acumulando lesões atrás de lesões.

Uma delas foi especialmente marcante. Foi no final da temporada passada, quando o Borussia Dortmund conquistou a Taça da Alemanha, no primeiro grande troféu conquistado por Reus no clube. Naquele duelo, diante do Eintracht Frankfurt, o médio acabou por sair lesionado ao intervalo e viu confirmadas as piores previsões: uma rotura parcial dos ligamentos do joelho.

"As lágrimas voltaram ao meu rosto dois ou três dias depois, quando voltei a ver tudo de novo... Estar sozinho, trabalhar para regressar, é a parte mais exigente. Ao fim de três semanas já estava farto. É um teste mental brutal, porque tens sempre de trabalhar por tua conta", explicou.

De olho no futuro, Reus admite que está a chegar a sua última chance para garantir um bom contrato. "Há quatro ou cinco equipas interessadas em mim. No final da época 2018/19 terei 30 anos. Aí terei a possibilidade de assinar o meu último grande contrato e a última possibilidade de fazer algo diferente", confessou.

Autor: Fábio Lima