A direção do clube angolano Recreativo do Libolo anunciou esta terça-feira um acordo para a cedência do treinador da equipa principal, o português Carlos Vaz Pinto, a um outro clube africano, pelos próximos dois anos.

De acordo com informação do Recreativo do Libolo, clube do Cuanza Sul e que se sagrou campeão nacional de futebol nas épocas de 2014 e 2015, o acordo para a cedência do técnico português foi alcançado no domingo.

"Oportunamente, os clubes divulgarão em simultâneo as especificidades deste acordo, tal como o nome do segundo clube envolvido", refere um comunicado do Libolo, sem confirmar o destino do treinador português.

Segundo o documento, "um clube africano mostrou interesse no treinador português e o Libolo não fechou as portas".

A agência Lusa tentou ouvir Carlos Vaz Pinto, que no início desta temporada trocou a Académica do Lobito, também do Girabola angolano, pelo Libolo, mas sem sucesso até ao momento.

O até agora treinador-adjunto do clube do Cuanza Sul, Pedro Caravela, há seis anos no Libolo, e "perfeitamente identificado com a identidade e filosofia do clube", assume agora as funções de treinador principal.

Autor: Lusa