Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Médio da Chapecoense suspenso dois anos por doping

Em jogo da Taça Libertadores, Moisés Ribeiro acusou o consumo de corticóides

• Foto: Chapecoense
O médio da equipa brasileira Chapecoense Moisés Ribeiro foi suspenso por dois anos pelo Tribunal Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), após um controlo antidoping positivo, revelou esta quinta-feira o clube.

Em controlo após uma partida da Taça Libertadores, em fevereiro, o jogador, de 27 anos, acusou o consumo de corticóides, substância proibida pela Agência Mundial Antidoping.

Moisés Ribeiro, desde 2016 na Chapecoense, foi sancionado com dois anos de suspensão, seis meses dos quais já foram cumpridos, uma vez que o jogador está há seis meses suspenso a aguardar a decisão da Conmebol.

A Chapecoense indicou, entretanto, que está a analisar a decisão e a ponderar a apresentação de recurso.

O clube brasileiro de futebol foi abalado em 28 de novembro de 2016, quando o avião que transportava a equipa para Medellín, na Colômbia, onde a Chapecoense iria disputar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana com os colombianos do Atlético Nacional, se despenhou, causando a morte a 71 dos 77 passageiros, entre jogadores, membros do corpo técnico, dirigentes, jornalistas e os tripulantes do avião.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M