Lionel Messi e Cristiano Ronaldo têm dominado o futebol mundial nos últimos anos, mas para Romário ainda não chegam àquilo que o brasileiro era nos seus tempos de glória. Pelo menos quando o assunto passa por fazer aquilo que faz a diferença no futebol: colocar a bola no fundo da rede.

"Em golos de certeza [que supera]. Mais do dobro! Na verdade são dois jogadores com características diferentes das minhas. São atualmente os dois melhores do mundo, junto com o Neymar. Têm conseguindo esses títulos, principalmente o Messi e o Cristiano Ronaldo. Mas, ainda assim, deixando a modéstia de lado, posso afirmar que, por mais que eles sejam bons, tenham conseguido muito mais Bolas de Ouro do que eu, dentro da área eu ainda sou muito melhor", assegurou, citado pelo Globoesporte.

Presente em Manaus para apresentar o seu livro ("Um olho na bola, outro no cartola - O Crime organizado no futebol brasileiro"), o antigo jogador brasileiro admitiu ainda que vê como pouco provável a possibilidade de ambos os jogadores superarem a barreira dos mil golos (Romário tem 1003). "No futebol de hoje é muito difícil. Já passaram dos 30 anos de idade os dois, não é? Acredito que seja bem difícil", completou.

Autor: Fábio Lima