Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Rayo vai expulsar os adeptos que forem condenados no processo movido por Tebas

Grupo deslocou-se ao centro de estágios do clube para insultar o avançado ucraniano Roman Zozulya

• Foto: EPA
O presidente do Rayo Vallecano, Raul Martin Presa, afirmou esta quinta-fira que, se algum dos 17 adeptos envolvidos na queixa-crime interposta pelo responsável máximo da liga espanhola, Javier Tebas, for condenado, será expulso do clube.

Javier Tebas anunciou que vai apresentar uma queixa-crime contra 17 adeptos do Rayo Vallecano que se deslocaram a 1 de fevereiro ao centro de estágios do clube madrileno para insultar o avançado ucraniano Roman Zozulya, cedido por empréstimo do Betis.

"Este clube respeita a presunção de inocência que todo o cidadão tem, mas, se deste processo resultar algum condenado nesse caso, ele será expulso. Esta é a linha que vamos tomar", revelou à agência de notícias espanhola EFE o presidente do Rayo Vallecano.

De acordo com alguns órgãos de comunicação social espanhóis, a contestação dos adeptos a Roman Zozulya está relacionada com o facto de o jogador ser conotado com alegados ideais neonazis.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Países

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M