Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Betis lamenta "profundamente" situação de Zozulya

Empréstimo confirmado ao Rayo Vallecano

O Betis confirmou esta quinta-feira o empréstimo do futebolista ucraniano Roman Zozulya ao Rayo Vallecano, lamentando a contestação dos adeptos do emblema madrileno, que acusaram o avançado de pertencer a uma organização de extrema direita.

"O Betis lamenta profundamente que Zozulya tenha sido ontem [na quarta-feira] impedido de desenvolver a sua atividade profissional como jogador de futebol", refere o clube de Sevilha em comunicado, no qual explica que o Rayo Vallecano autorizou o futebolista a regressar a Sevilha, onde vai treinar "até que se resolva esta situação".

A contratação de Zozulya provocou indignação entre os adeptos do Rayo Vallecano, que contestam a alegada simpatia do jogador pela ideologia neonazi.

O Betis, com o qual Zozulia tem contrato até junho de 2019, assumiu o desejo de que "esta situação seja solucionada o mais rapidamente possível, atendendo aos graves danos e injustos para a imagem e para a segurança do avançado internacional ucraniano".

No mesmo comunicado, os andaluzes realçaram "o comportamento exemplar do jogador desde que chegou ao clube", manifestando "total apoio" ao futebolista e à sua família "num momento tremendamente difícil".

Na quarta-feira, Zozulya, que, "para todos os efeitos, tem contrato com o Rayo até 30 de junho", ainda se apresentou nas instalações do clube madrileno, mas foi recebido com insultos por parte de alguns adeptos, levando a uma intervenção policial.

Já aquando da chegada a Sevilha, há alguns meses, Zozulya promoveu polémica, atendendo ao apoio que sempre mostrou ao exército do seu país e também à partilha de fotografias, entre as quais enverga uma farda militar e empunha uma arma.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M