Uns meses antes de contratar Gareth Bale, o Real Madrid quis 'desviar' Lionel Messi do Barcelona e estava disposto a pagar a cláusula de rescisão: 250 milhões de euros. Tudo terá acontecido em junho de 2013 e foi agora revelado pelo Football Leaks através do jornal alemão 'Spiegel'.

Conta aquela publicação que o advogado do argentino disse ao pai do jogador, Jorge Messi, que os merengues estariam dispostos a pagar os 250 milhões ao Barcelona, 23 milhões de salário anual ao jogador e 1 milhão ao pai.

Inquirido pelo consórcio de publicações que divulgam as informações do Football Leaks, o Real Madrid já garantiu que "essa informação não é real, é totalmente falsa". Mas a notícia conta outros pormenores, como o facto de a reunião para selar o acordo estar planeada para ter lugar... a bordo de um avião. Estariam presentes Messi, o seu advogado da altura, Iñigo Juárez, Florentino Perez, o diretor desportivo Miguel Pardeza e um advogado do Real Madrid.

Ainda segundo o 'Spiegel', Iñigo Juárez teria dito ao pai do jogador que o Real Madrid prometia "exercer pressão sobre Mariano Rajoy" relativamente ao caso de fraude fiscal que pendia sobre o jogador.