George Weah-Jorge Costa, um duelo que marcou todos os amantes do futebol nos anos 90, quando o liberiano, então no poderoso Milan, enfrentou o FC Porto. Na Champions de 1996/97, o capitão portista pisou a mão esquerda do avançado no jogo em Milão, que os dragões venceram por 3-2. Nas Antas, os dois pegam-se de novo e Weah dá uma cabeçada ao português. É suspenso seis jogos pela UEFA e o caso arrasta-se para tribunal, sempre com Weah a justificar-se com uma reação a quente pelas constantes provocações do central. Hoje a situação dos dois é completamente diferente, Jorge Costa é treinador e George Weah foi eleito presidente da Libéria. "Houve aquilo que toda a gente sabe, mas, pronto, foi eleito presidente num país complicado e desejo-lhe que tenha muita sorte e consiga tirar a Libéria da situação em que está."