Jean-Pierre Rivère quebrou este domingo o silêncio e, ao Canal+, explicou por que razão a transferência de Jean Michaël Seri para o Barcelona não foi concretizada, detalhando ainda os momentos em que um negócio aparentemente fechado... deixou de o ser.

"Os dois clubes tinham concorda o preço nos 40 milhões de euros, mas a situação teve uma mudança de última hora", começou por dizer, detalhando depois tudo que sucedeu.

"Na quarta-feira pela manhã, o Joulien Fournier (diretor geral do Nice) ligou-me e disse-me: 'Jean Pierre, não percebo nada. Recebi uma chamada do Barcelona a dizer-me que o negócio do Seri parou. Pela tarde, o Bartomeu, um pouco envergonhado, ligou-me e disse-me: 'Jean Pierre, é a primeira vez que isto acontece. Os nossos técnicos decidiram não contratar o Seri. Não é uma questão de dinheiro'", partilhou o líder do clube, prosseguindo.

"Na quinta-feira pela manhã estava tudo confirmado: não iriam contratar o Seri. Tinha tudo mudado. Disse-lhe 'lixaste-me um jogador', porque já estava tudo pronto. Coloquei-me no lugar do Seri, cujo sonho era jogar no Barcelona e no dia seguinte tudo se tinha esfumado...", lamentou.

Autor: Fábio Lima