Poucos minutos depois de o Bastia ter oficializado a saída de Rui Almeida, Record falou com o treinador português. "Depois de tudo o que se passou, com os problemas financeiros que ditaram a descida à 3.ª Divisão, e outras questões, eu e o clube achámos melhor optar pela minha saída. A saída foi amigável e terminámos a relação da melhor forma", explicou o treinador português, de 47 anos.

Rui Almeida estava disposto a continuar no Bastia na Ligue 2 com um projeto de regresso à 1.ª Divisão, mas a decisão administrativa de fazer cair o clube para o 3.º escalão alterou os planos do treinador. No entanto, o português está otimista quanto ao futuro.

"Cheguei a França há 2 anos, comecei no Red Star e atingi os objetivos do clube. Tinha previsto treinar na Ligue 1 agora na época 2017/2018, mas acabei por chegar um pouco mais cedo e agora quero confirmar a minha carreira em França. Acima de tudo, tenho confiança no trabalho que fiz. E o facto de o Bastia ter agradecido o meu profissionalismo, mesmo não tendo alcançado a permanência, é bom sinal", acrescentou o treinador. 

O português assumu o Bastia no final de fevereiro e comandou o emblema da Córsega em 11 jogos -  12.º, com o Lyon, foi suspenso devido a incidentes com os adeptos do clube da Córsega, o qual foi castigado com uma derrota. E nesses tais 11 jogos, o técnico somou 11 pontos, com 3 vitórias, 2 empates e 6 derrotas.

Autor: David Novo