Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Carlos Carvalhal: «Huddersfield 'tocou' ópera mas conseguimos o que queríamos»

Swansea arrancou um nulo em Huddersfield mesmo reduzido a 10 desde os 11 minutos

• Foto: Reuters
Se José Mourinho, frente ao Liverpool, deu uma lição sobre a arte de bem defender, Carlos Carvalhal não se ficou atrás na deslocação a Huddersfield. Com o Swansea reduzido a 10 logo ao minuto 11 - Jordan Ayew viu o cartão vermelho direto após uma entrada dura sobre Jonathan Hogg -, o técnico português acabaria por garantir um precioso ponto na luta pela permanência. Isto depois de uma resistência tenaz, num jogo em que os anfitriões acabaram com 81% da posse de bola, 30 remates (apenas quatro à baliza) e 12 cantos, atirando duas vezes aos ‘ferros’ - ao invés, a turma galesa não registou qualquer remate ou canto.

"O Huddersfield 'tocou' ópera - eles trocaram a bola de um lado para o outro e nós tivemos de ouvir a sua música durante longo tempo -, mas o mais importante é que, no fim, conseguimos aquilo que queríamos. Foi um ponto épico. Antes do jogo sentíamos que um ponto seria bom, mas depois sentimos que é algo enormíssimo, face às circunstâncias do encontro. E conquistamos um ponto porque os meus jogadores mostraram um enorme caráter. Tivemos que defender, mas isso não significa recuar toda a gente para a nossa área. Tínhamos que defender com qualidade e fizemos isso. É um ponto com um sabor mais doce do que às vezes os três pontos", salientou Carvalhal na conferência de imprensa que se seguiu
Antes, na flash-interview, o treinador português ainda admitiu alguma sorte. "Não foi o tipo de jogo que desejo e na parte final tivemos alguma sorte, mas merecemos completamente essa sorte pela forma como os meus jogadores lutaram. Mostrámos outra face do nosso caráter. Neste jogo não tivemos as condições para conquistar mais do que um ponto", concluiu.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M