O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, admitiu esta sexta-feira, na sequência do anúncio da operação a que foi submetido Gabriel Jesus, que o jovem avançado poderá não jogar mais esta temporada. O brasileiro, recorde-se, sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito no jogo frente ao Bournemouth, no domingo (2-0).

"Não sei se o Gabriel Jesus vai poder jogar mais esta temporada. Dizem que [ele] pode ter de ficar fora  [de competição] entre dois a três meses", afirmou Guardiola, desapontado por ter ficado privado da utilização de um futebolista que estava a ser um verdadeira inspiração para a equipa desde o início de janeiro, com três golos em cinco jogos, entre Premier League e Taça de Inglaterra.

O treinador espanhol acabou por confirmar o que o canal de televisão brasileiro SporTV adiantou no início da semana. Gabriel Jesus lesionou-se ao pousar mal o pé no relvado, aos 14 minutos do jogo da 25.ª jornada da Premier League.

Caso regresse apenas em maio, quanto muito, o avançado de 19 anos só poderá entrar nas contas de Guardiola para as últimas três rondas da Premier League: Crystal Palace (dia 6), Leicester (dias 13) e Watford (dia 21).

Todo o apoio a Wenger

Pep Guardiola abordou ainda a situação de Arsène Wenger. O treinador do Arsenal tem estado debaixo de fogo e o seu homólogo do Manchester City mostrou a sua solidariedade.

"Uma ou duas derrotas e as pessoas esquecem-se do que ele fez durante anos. Todo o meu apoio para o Arsenal e para Wenger", sublinhou.