Com 15 pontos de vantagem sobre os perseguidores e ainda sem qualquer derrota na Premier League, o Manchester City visita amanhã o Liverpool num encontro que será um sério teste para a equipa de Pep Guardiola.

O reencontro do técnico espanhol com Jürgen Klopp - velhos rivais da Bundesliga, quando o alemão comandava o Borussia Dortmund e o catalão estava no Bayern - servirá também para colocar à prova a ambição dos reds, que seguem a 18 pontos dos citizens e serão rivais do FC Porto na Champions.

E se o Liverpool saiu goleado (5-0) de Manchester já esta época, a equipa de Klopp chega ao confronto de amanhã apostada em repetir o triunfo caseiro da época passada - então, o City perdeu por 1-0. "Para nós é um enorme teste jogar em Anfield, um dos mais prestigiados estádios do Mundo. Se queremos alcançar algo bom ou conquistar títulos, não temos apenas de ganhar jogos. Temos de triunfar neste tipo de palcos. Já o conseguimos em Stamford Bridge e Old Trafford, mas ainda temos de o fazer em Anfield, no Emirates e em Wembley", referiu Guardiola.

"O Liverpool atravessa o melhor momento da época, não perde há 17 jogos e tem realmente uma boa equipa. A contratação do Van Dijk tornou-os ainda melhores, tanto defensiva como ofensivamente", elogiou ainda Pep, sem se esquecer do velho conhecido Jürgen Klopp. "É um treinador que procura jogar ao ataque, sem medo e com coragem", lembrou o técnico catalão, que se prepara para o 12º duelo com o homólogo alemão, num outro tira-teimas - até ao momento, cada um deles regista cinco triunfos, sendo que o germânico ganhou nos penáltis uma Supertaça da Alemanha; só uma vez não houve vencedor.

Treinador do mês

O facto de Guardiola ter alcançado um feito inédito ao receber ontem o prémio de melhor treinador da Premier League pelo quarto mês seguido - esta época só deixou ‘fugir’ o galardão de agosto para David Wagner (Huddersfield) -, mostra bem o nível que o City tem evidenciado. E Klopp não escondeu isso, elogiando o rival. "O que fazem, fazem-no de forma fantástica. Têm um jogador de classe mundial em cada posição", lembrou o técnico do Liverpool, não deixando de pensar em vencer: "Precisamos demonstrar que podemos criar-lhes problemas. Tornar-lhes a vida difícil. É em Anfield e temos de aproveitar isso."


Autor: José Angélico