Derrotado na Supertaça europeia pelo Real Madrid, José Mourinho admitiu que tudo poderia ter sido diferente caso o golo de Casemiro, marcado em posição irregular, tivesse sido analisado pelo vídeo-árbitro (que esta noite não foi utilizado) em Skopje.

"O Real Madrid foi superior em muitos momentos do jogo, mas não o foi em outros. Marcou um golo em fora de jogo, que com o vídeo-árbitro não seria golo. Com o vídeo-árbitro seria 1-1 e teríamos prolongamento. Podia ter marcado mais, pois teve boas oportunidades para tal - como nós também tivemos três. Mas é uma equipa muito boa, com jogadores muito bons e que está numa série de acordo com a sua qualidade", atirou o técnico português.

Mourinho apontou também o dedo à forma como o Real jogou (ou não jogou) os minutos finais. "Os últimos sete minutos não se jogaram, mas é normal a equipa que está a ganhar tente controlar de uma forma inteligente; e é normal que a equipa que está a perder tente jogar cada segundo desses minutos", admitiu.



O golo que deixou Mourinho indignado

O golo que deixou Mourinho indignado


Autor: Fábio Lima