Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Mourinho paga multa de 2 milhões por fraude fiscal e aceita pena suspensa de um ano

Treinador do Manchester United chegou a acordo com Fisco espanhol

José Mourinho aceitou um ano de pena suspensa de prisão e pagará uma multa de dois milhões de euros num acordo com o Estado espanhol por fraude fiscal. O treinador português foi acusado de ter defraudado o Fisco de Espanha em 3,3 milhões.

O jornal 'El Mundo' avança que o técnico de Manchester United irá reconhecer, através de um acordo escrito, que escondeu do Fisco os seus rendimentos sobre direitos de imagem correspondentes aos anos de 2011 e 2012, quando treinava o Real Madrid. A acusação indica que Mourinho usou offshores na Irlanda, Ilhas Virgens e Nova Zelândia para esconder rendimentos. Agora, pagará uma multa correspondente a 60% do que ocultou.

O caso foi apresentado a Mourinho em novembro de 2017. Na altura, afirmou aos jornalistas, à saída do tribunal de Pozuelo de Alarcón: "Não respondi, não discuti. Eu paguei e assinalei com o Estado que cumpri as regras e o caso está fechado." Nos meses seguintes, mantiveram-se as conversações entre os seus advogados e o Fisco espanhol. Agora, este acordo impede que Mourinho seja julgado e que passe tempo na cadeia.

Até agora, Alexis Sanchez, Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Javier Mascherano foram considerados culpados de evasão fiscal pelas autoridades espanholas.

Autor: Sábado
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M