A Premier League investiu em 2017 ligeiramente menos do que em 2016 na aquisição de jogadores, mesmo assim manteve a liderança folgada no ‘minicampeonato’ com a Serie A, a Bundesliga, a Ligue 1 e La Liga. Em Inglaterra gastou-se mais, por exemplo, do que na Alemanha e na França... juntas! Isto apesar de o PSG ter sido o clube mais esbanjador do mercado, tendo contratado os dois jogadores mais caros de sempre, Neymar (222M€) e Mbappé (180M€... a pagar apenas em meados de 2018).

O Manchester City foi o clube que mais investiu em Inglaterra, relegando o Chelsea e o Manchester United para os dois restantes lugares do pódio. O clube de Mourinho ficou na 3ª posição, embora tivesse sido ele a protagonizar a contratação mais onerosa da Premier League, Lukaku (85M€). E o Bayern? O líder dos despesistas na Alemanha desembolsou, no entanto, quatro vezes menos do que o PSG, enquanto o Barcelona se cotou como o rei das contratações em Espanha. O monarca de Itália foi o Milan.