Debaixo de fogo por causa da derrota por 5-1 com o Bayer Munique, Wenger assegurou esta sexta-feira que não está miminamente preocupado com o futuro: "Não me vou retirar. Serei treinador na próxima temporada, quer seja no Arsenal ou noutro clube qualquer".

O técnico francês explicou que dentro de dois meses no máximo tudo ficará esclarecido. "Anunciarei a minha decisão em março ou abril. Se não digo agora é porque não sei. Estou concentrado nos problemas da equipa e não em mim", disse.

Wenger afirmou aceitar bem as críticas. "Estou há 20 anos aqui e o meu trabalho é público", frisou.  O treinador explicou ainda que "apesar de poder ter saído várias vezes" o amor ao Arsenal falou sempre mais alto.

"Mesmo que me vá embora, o Arsenal não ganhará todos jogos. Espero que no futuro possamos conquistar a Champions mas lembro que nunca ganhámos mesmo antes de eu chegar aqui".

Autor: Sandra Lucas Simões