Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Presidente do Nápoles atira a Benzema, 'dispensa' Cavani e atinge treinador do Chelsea

Polémico Aurelio De Laurentiis 'dispara' em todos os sentidos

• Foto: Reuters
Aurelio De Laurentiis, presidente do Nápoles, deitou por terra todas as esperanças dos adeptos em ver Edson Cavani no seu estádio. O polémico dirigente, que tinha dito que não queria Benzema nem Di Maria, por os considerar demasiado velhos, respondeu ao francês. Benzema referiu que De Laurentiis "é mais um louco" na lista e não ficou a rir-se.

"O Cavani não vem para o Nápoles. Não vai ser nosso jogador", afiançou o dirigente à imprensa italiana, sobre o avançado do PSG. "Todos querem o Cavani mas nós temos o Milik, que sempre marcou golos quando está em forma."

Depois, dirigiu umas palavras a Benzema: "Não é jogador para nós, lamento que esteja tão zangado. Não quis desrespeitá-lo, talvez o contratássemos se fosse há uns anos..."

Já Maurizio Sarri, o treinador que na época passada colocou os napolitanos na luta pelo título e que agora assinou pelo Chelsea, mereceu também umas considerações. O técnico disse que tanto ele como o presidente do Nápoles tinham "cometido erros" mas De Laurentiis discorda. "Eu não cometi erro nenhum. Teria sido fácil para mim dizer-lhe que o que ele estava a fazer aos jogadores era inaceitável. Estes jogadores deram-lhe tudo, responderam da melhor forma a todos os desafios. E depois ele tentou desmembrar a equipa, levando-os para Inglaterra. Tive de falar com a Marina [Granovskaia, braço-direito de Abramovich] de modo a garantir que ninguém saía daqui. Só levou o Jorginho porque o Ancelotti gosta do Diawara..." 
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M